9 de ago de 2016

É preciso acreditar

A música que toca ao fundo enquanto escrevo é XO - John Mayer.

Ela me lembra a importância de sonhar e acreditar que tudo vai ficar bem. Me lembra uma cena de filme, onde existe um casal e depois de tudo que aconteceu, tudo ficou bem no final e ficou bem porque eles acreditaram que seria assim. Faz um tempo que estou sozinha e lembranças de antigos amores ainda me perturbam, mas eu acredito que tudo ficará bem. Uma colega costumava me dizer que se alguém não te amou o suficiente, você deve se levantar e fazer isso por você mesma, se amar mais do que a outra pessoa, e quando for assim, você irá se amar tanto, que os outros amores ficarão em segundo plano.

A cada dia que passa, eu tento. Loto minha cabeça com novas atividades, procuro fazer novos amigos e me amar de uma forma que ninguém nunca conseguiu, a não ser Cristo. E se o Rei me amou por inteiro, porque eu não faria o mesmo? Eu não culpo os desastres da vida, pois eles me fizeram ser quem eu sou hoje e eu me orgulho disso. Eu não culpo os amores mal resolvidos, pois nada na vida é perfeito e mais ainda: me trouxeram aprendizado. 

É preciso acreditar que mesmo depois de uma tempestade, virá um lindo sol e tudo seguirá em frente. É preciso acreditar no amor que nos envolve e na esperança que carregamos no peito. É preciso acreditar em si mesmo e vê que tudo é possível, porque Deus não nos dá uma cruz que não possamos carregar. 

É preciso acreditar, até o fim, é preciso acreditar.