A dor do outro nos faz santos

Desde que entrei na comunidade e passei a buscar verdadeiramente seguir os passos de Cristo, as coisas têm sido um pouco conturbadas. A pergunta que martela na minha cabeça é "Como ser Cristo para o irmão?" e eu ainda não achei uma resposta definitiva. O fato é que não existe fórmula mágica para isso. Eu tenho uma vida, uma rotina e uma formação cultural diferente da sua ai do outro lado da tela, e isso nos faz ser diferentes e ter caminhos diferentes para a santidade. O carisma da minha comunidade e logicamente o meu, é cuidar do outro. Ter um cuidado com o irmão que anda caído e que pode sim ser resgatado pela graça divina. O seu pode ser esse também, ou qualquer outro, o fato é que não existe receita de miojo para as coisas darem certo na caminhada, mas existem as virtudes. As virtudes nos aperfeiçoam e nos fazem pessoas graciosas, e a virtude pela qual o mundo grita hoje é a da caridade. 

O dicionário nos trás o significado de caridade como:
substantivo femininoAmor a Deus e ao próximo: a caridade é uma das três virtudes teologais. / Disposição para ajudar o próximo; tendência natural para auxiliar alguém que está numa situação desfavorável; benevolência, piedade. / Amor ao próximo: agir por pura caridade. / Aquilo que se oferece a; esmola, favor, benefício: fazer a caridade. / Expressão de bondade; compaixão: cedeu-lhe a vaga por caridade. Etimologia (origem da palavra caridade): do latim carĭtas.ātis, ternura, amor.A caridade consiste em ficar a serviço do outro. Do irmão caído, machucado, ferida interna ou externamente. Nunca se ouviu dizer que a evangelização deveria ser feita isoladamente, ou apenas ao escolhidos que nós achamos merecedores. O amor de Deus é para todos, e nosso dever é pregá-lo incessantemente e com coragem. É o nosso chamado. O céu é o lugar da glória, e conquistá-lo é o nosso alvo primeiro mas conquistá-lo em grupo deve ser a nossa vontade. Me assusta de uma forma inimaginável como adolescentes tem sido vítimas de abusos sexuais, violência doméstica, tentativas de suicídio e alto índice de depressão e ninguém faz nada. Ninguém defende, protege, e mexe em favor da segurança do próximo. O meu coração deseja, o meu coração anseia o Senhor e o do outro também. Eu não preciso cuspir evangelho no irmão para que ele se sinta amado, eu só preciso amá-lo incondicionalmente. Eu me pergunto diariamente o que aconteceu para chegarmos onde estamos hoje. Como conseguimos chegar nesse nível de egoísmo em que não nos importamos com a garota da escola que tentou se matar, com o colega que foi espancado no shopping, com a amiga que foi estuprada na volta da escola. Eu não peço um milagre, um atitude grande, eu só peço que sejamos atentos aqueles que precisam de nós. Que possamos passar a escutar os gritos silenciosos de pessoas que precisam de amor e esquecer qualquer diferença que exista entre nós. Um dia eu também precisei de ajuda, me senti mal e caí durante a caminhada, e por isso reconheço que a queda do irmão e suas falhas não são algo maior que as qualidades e virtudes que ele possui. Ninguém é tão rico que não possa receber e ninguém é tão pobre que não possa doar. Todos nós podemos nos fazer imitação de Cristo e ser verdadeiramente discípulos da boa nova anunciando o amor de Cristo pelas atitudes.
"Pregue o evangelho e se necessário, use palavras." (São Francisco de Assis)